Tantas Coisas... Parte II


Bom, como prometido, vou agora recomeçar a saga, rss.

Capitulo 2 (poderia ser o de número 20, 30... 50, sei lá).

Catorze, ou quatorze? Não importa! Só sei que essa foi uma idade bastante complicada da minha vida. Janeiro de 2001, ouw! 14 anos e seis meses. O menino franzino com cara de fantasma (cheio de olheiras) pede pra sair de casa na tentativa de libertar-se do arquétipo de galinha.

Galinha? Porque galinha? Oxi, nunca ouviu falar: De galinha e águia, todos temos pouco, mas essa é uma discussão que trarei posteriormente. Na verdade, eu queria mesmo era sair debaixo das asas de minha mãe, da barra da saia, melhor dizendo.

O desafio estava firmado! Eu estava ali, na porta de casa. Lá fora a liberdade, o sol, o vento doce, tudo contribuía para meu primeiro vôo, digo, minha primeira sensação de liberdade. Arriscar ou desistir? Olhei minhas mãos, meus pés e vi o quanto eu era e estava limitado. No entanto, retroceder era última palavra a ser mencionada por mim.

FINALMENTE SAÍ DE CASA!

Fui morar SOZINHO, ALONE, SOLAMENTE!!! Nem estava acreditando. Mas tudo foi ótimo, logo consegui 2, eu disse 2 empregos. E ainda estudava e cuidava da casa, achava aquilo um máximo! Anos se passaram e eu continuava ali, feliz, felicíssimo.

UMA NOVA FASE: ANJOS EXISTEM?

Sempre em berço protestante, aprendi que anjos não caem do céu. A única vez que isso aconteceu foi com o Lúcifer, o famigerado Satanás. Mas às vezes custo a acreditar. Não sei explicar como pessoas tão bondosas, atenciosas, educadas e coisa e tal, podem ser meros mortais.
Uma coisa eu afirmo com veemência e de forma recorrente: Três anjos passaram e ainda estão na minha vida.

O primeiro deles, apesar de afirmarem que anjos não têm sexo, hoje é minha Mãe, não a biológica, mas Mãe de número III (complicado? Que nada, rss. Tenho 3 Mães. A primeira é a biológica, a segunda minha madrasta e a terceira é anjo de quem estou falando).

Cara, essa minha Mãe é uma pessoa de um coração enorme. Gosto tanto dela que a chamo carinhosamente de Bijux, ela adora e todas da família já aderiram, rss.

Ah! Não posso esquecer de registrar que essa minha terceira Mãe me presenteou com a melhor irmã do mundo, a Cris. Nunca vi alguém tão parecido comigo, ela hoje é tudo pra mim.

Ahhhh! Hoje é sexta! Vou descansar, semana que vem contarei mais um capitulo. Até lá!

2 Pessoas já falaram, agora é a sua vez!:

Gleidson Oliveira disse...

Realmente quando pessoas maravilhosas apareçem em nossas vidas custamo muito á acreditar que seja algo verídico.
Mas é ^_^
até a continuação e lindo o texto sobras as mulheres ;)

Meg disse...

Hum... estou louca para ler o próximo capítulo!

Dorei minha foto aí!

Bj

Seguidores

O que eles falam:


Quantos já espiaram?

Boca da Discórdia

Blog da Aline

Blog da Meg

Blog do Rudd